5 Livros para ler antes de morrer



Eu estava estava conversando com a minha vó outro dia e nós entramos nesse assunto, de quais livros todo mundo deveria ler antes de morrer, aqueles que nos marcam em qualquer circunstancia ou idade. Então hoje resolvi listar 5 dos livros que já li e acho que todos deveriam ler também.

1- Orgulho e Preconceito de Jane Austen



Acho que a característica mais marcante nessa obra é a critica moral e social, que vale tantos na época em que foi escrita, quanto nos dias atuais, não é atoa que ele é um clássico. Outra característica marcante é as sátiras perspicaz que Elizabeth Bennet e seu pai usam ao decorrer da história. Todos personagens são complexos, que na maioria das vezes não conseguimos explicar com clareza as suas personalidades, e todos, sem exceção tem o bem e o mau dentro de si, assim como qualquer ser humano.  A obra mostra bem como era a sociedade da época, os seus pensamentos, quais eram os objetivos de vida da mulheres, a situações delas perante a sua família e principalmente, a sociedade. Através dos personagens Mr. Collins e Lady Catherine De Bourgh, Jane conseguiu mostrar as fraquezas, as atitudes do clero e da nobreza, respectivamente. Também encontramos dois tipos de romance, o clássico dos contos de fadas, representado pelo amor a primeira vista entre Jane e Mr. Bingle; e também temos o romance construído com o tempo, entre Mr. Darcy e Elizabeth. Nessa obra não há como melhorar, pelo menos para mim, quando lemos alguns outros grandes clássicos como os das irmãs Brontë, por exemplo, fica claro que são prolixos, religiosos e/ou moralistas demais, o que faz com que muitas pessoas não gostam deles. Acho que essa é uma das obras mais complexas, realistas, contemporâneas e completas que já li na minha curta vida.

2- Todo Dia de David Levithan



A premissa desse livro é muito interessante, pelo menos nunca li nada parecido antes, afinal uma pessoa assexuada acorda todo dia em um corpo diferente. David é um GÊNIO. Ele conseguiu passar por vários problemas que muitas pessoas hoje em dia passam, como a obesidade, depressão, o sentimento de luto, relacionamento abusivo, com maestria. Quando eu li eu consegui sentir o que aquelas pessoas desconhecidas sentiam, medo, angustia, dor pela perda, a esperança que o dia seguinte vai ser melhor. Quando terminei de ler eu só queria que o mundo venerasse esse livro, queria que todos pudessem ler e sentir o que eu senti, queria me aproximar das pessoas ao meu redor, queria ajudar ou pelo menos queria fazer alguém se sentir melhor, sem que esta precisasse me contar o que ela está sentindo ou os seus problemas. Queria que as pessoas do meu bairro, da minha cidade, do meu país, do mundo ajudasse o próximo sem querer nada em troca, que pelo menos as pessoas parassem de julgar o outro, isso já seria o bastante.

3- Alice no País das Maravilhas e Alice Através do Espelho de Lewis Carroll



Você pode dizer que esse é um livro infantil ou no máximo infanto juvenil, mas você esta enganado. Sabe aquela história de que não se a mesma coisa duas vezes? Bom, podemos considerar que é verdade nesse caso. Lewis ao escreve Alice ele usou bastante o recurso de jogo de palavras, o que faz com que refletimos com a realidade que vivemos. Acho que podemos encontrar muita semelhança entre a história de Alice com a nossa. Veja bem, o livro mostra alguns personagens com um apego muito grande com o tempo e bom, nós temos um apego muito grande com o tempo. Quantas vezes nós não ficamos presos em compromissos com hora marcada? Quantas vezes nós não falamos "para fazer tudo o que eu tenho que fazer hoje o dia deveria ter pelo menos 48 horas"? Também temos o exemplo das criações da regras, hoje nós criamos regras para tudo, regras para se vestir, comer, andar, falar, para se comportar, enfim, criamos regras para domar algo que é indomável, que é puro instinto. Sem falar que podemos analisar a história de Alice conforme ela vai crescendo (tempo) e a necessidade imposta pela sociedade de fazer tudo o que uma moça deveria fazer naquele tempo (regras sociais e de comportamento). Acho que esse é um daqueles livros que toda vez que você ler, você vai conseguir extrair algo diferente, você vai refletir sobre algo diferente, pois assim como Alice, nós crescemos e temos que obedecer cada vez mais as regras que nos são impostas.

4- O Diário de Anne Frank de Anne Frank



Anne foi uma menina que pensava muito a sua frente, ela foi uma menina que apesar de viver em uma época de caos e descriminação só por ser judia, com todo o panico e medo que ela, seus amigos e sua família sentia não a impedia de sonhar e de até mesmo realizar alguns deles. Ela tinha todos os motivos do mundo para desistir, para entrar em depressão, para ser uma criança triste, mas ela optou em ver as coisas no modo "Pollyanna", ou seja, ela optou em ser otimista, em ver o lado bom das coisas e sempre seguir em frente com a cabeça erguida, com bondade, sua vontade de descobrir o mundo e a si mesmo e de perseguir os seus sonhos. Ela foi uma das "mulheres" mais admiráveis desse mundo, uma das mais iluminadas, que encantou, e continua encantando, muitas pessoas com a sua inocência de menina.

5- A Saga Harry Potter de J. K. Rowling



Vira e meche é possível ver noticias em que pais proíbem de ler Harry Potter por acharem que é que bruxaria e coisa do "demônio" e toda vez eu fico indignada. Harry Potter é apenas uma história de um menino órfã que nos ensina muito valores importantes. Ele nos ensina o valor da amizade, do amor, da família, do trabalho em equipe, que não podemos fazer nada sozinho e que nunca estamos sozinhos. Apesar de ser um universo bem complexo, a escrita é simples, trabalhada (daquelas que você não se importa de ler em voz alta ou de ouvir alguém lendo), o universo que a Rowling criou possui várias mitologias que em determinado ponto se mistura e cria uma mitologia própria. O que eu mais gosto é dessa história são as metáforas, a mais significativa e a mais famosa é a metáfora com o sangue puro (bruxos com pais bruxos), para Lorde Voldemort, o mundo deveria ser habitado e dominado apenas pelos bruxos com sangue puro (perceberam a semelhança?). Uma coisa que também gosto muito dessa obra é o fato de todos os personagens terem um passado, presente e um futuro, isso facilita a nos conectar com eles, a ama-los (e nos fim acabamos sofrendo em dobro com alguns deles). Com toda certeza essa saga é uma das mais especiais e que vai conquistar muitas pessoas em diferentes idades, circunstancia e tempo.


E para vocês? Quais são os livros que vocês recomendariam para ler antes de morrer? 

Por hoje é só, até a próxima pessoal!




Comentários

  1. Já posso morrer hahaha já li todos esses. 😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk Existe muito livros para se ler antes de morrer.

      Excluir

Postar um comentário